Compartilhe nas redes sociais

segunda-feira, 4 de março de 2013

Descentralização do CCZ e Vigilâncias: Como isso afeta nosso dia a dia de trabalho?

Descentralizar: V.t.d. 1. Afastar do centro. 2.Dar autonomia administrativa a.

Essa é uma dúvida de muitos Agentes de Saúde, porque essa mudança atinge diretamente nosso trabalho e a forma que vamos realizá-lo.

A Descentralização do CCZ e dos Serviços de Vigilância (Vigilância Epidemiológica, Vigilância Sanitária, Vigilância Ambiental e Vigilância da Saúde do Trabalhador) está contido no PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE, que são ações a ser realizada no período de 2010 a 2013. 

Os serviços seriam descentralizados para os Distritos Sanitários, mas por falta de vontade política, falta de ações da SMS e inércia do Conselho Municipal de Saúde em cobrar essas ações, grande parte desses projetos não saiu do papel.

Cada Distrito Sanitário seria uma extensão do CCZ, e de todas as Vigilâncias e seriam uma administração autônoma iriam trabalhar conforme a realidade e a particularidade de cada um dos seus bairros. Mas para isso demanda muitos investimentos porque os Distritos Sanitários estão em condições precárias de funcionamento, tanto logístico quanto tecnológico.

No nosso trabalho iria mudar a forma de resolver relações cotidianas de forma mais fácil e ágil. Entre alguns exemplos nós não precisaríamos ir até o CCZ (Atualmente no bairro do Trobogy) para resolver questões simples como fardamento, apresentação e entre esses o mais recente: Comprovante de Lotação, que é o documento que precisa da assinatura da chefia para o RECADASTRAMENTO. Este seria facilmente resolvido indo até o Distrito Sanitário para resolver essas entre outras situações.


Compartilhe: