Compartilhe nas redes sociais

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Mesmo em greve há quase 60 dias, Agentes de Saúde de Salvador acampam em frente a Câmara Municipal, e se mantém firme na rocha. A greve continua e a prefeitura é autuada pela Justiça a devolver os dias parados.

Os Agentes de Saúde de Salvador, em greve há quase 60 dias, fizeram uma nova assembleia na manhã desta quarta-feira (12).  A manifestação aconteceu às 10h, na Praça Municipal.

Na ocasião a direção da entidade discutiu com os trabalhadores as negociações realizadas nesse período de greve. A categoria demonstrou de forma clara, através de  votação, que vai continuar parada, até que o prefeito pague o piso.
“Esperávamos essa atitude truculenta  e sem compromisso do prefeito, mas, existe uma lei que precisa ser cumprida. Nós trabalhamos no sol , na chuva, e enfrentamos outros obstáculos. Nós precisamos ser valorizados por todos”, desabafou a servidora, Tânia Teixeira.

Veja o vídeo da Assembleia:




A direção do SINDASC/BA reafirma que o ponto principal da pauta de reivindicação é a garantia de melhores condições de trabalho, além da luta incansável pela regulamentação do Piso Nacional. “Nosso movimento grevista é legitimo, o prefeito faz vista grossa as nossas reivindicações, protelando em cumprir a Lei Federal 12. 994. A gestão quer um desgaste do movimento, porém, nós não vamos desistir agora, a luta continua”, pontuou a servidora, Luziane dos Santos.

Sobre a reposição dos dias parados e o não corte do ponto de quem está na greve.

 O Desembargador José Cícero Landin Neto, da Seção Cível de Direito Público do Tribunal de Justiça do estado da Bahia, deferiu a liminar solicitada pelo Sindicato dos Agentes de Saúde e Contendores de Doenças Epidemiológicas (SINDACS/BA), determinando o pagamento imediato aos Agentes Comunitários e Saúde e Agentes de Combate às Endemias, referente aos dias cortados em decorrência da greve e o impedimento de futuros cortes dos Agentes no movimento paredista.

Veja decisão judicial na íntegra:

A prefeitura já foi notificada pela justiça, o município terá que cumprir a decisão judicial em breve, afirma Sérgio Papa, diretor jurídico do SINDACS.

"A prefeitura foi notificada no quarta feira 12/08, e publicada no sistema desde o dia 13/08, e em breve ela deverá ter que devolver os dias que foram descontados indevidamente e principalmente proibir novos cortes de ponto dos Agentes em greve". Afirma Sério Papa, diretor Jurídico do sindicato. Abaixo a confirmação da notificação da prefeitura pela justiça:


Novamente mobilizada, categoria consegue adiar votação na Câmara de Vereadores.

A sessão desta quarta-feira (12) esquentou antes mesmo de começar oficialmente. Desde cedo, há uma confusão na galeria popular. Agentes Comunitários de Saúde e Combate a Endemias do SINDACS não aceitam a proposta do Município de R$ 746,00.

Categoria, em greve, cobra do Executivo Municipal o pagamento do piso nacional no valor de R$ 1.014.

Veja o vídeo da manifestação da câmara:





Reivindicações

Os servidores reivindicam pagamento imediato do piso salarial, que é de R$ 1.014 e aumento do auxílio alimentação para R$ 25. O salário base da categoria é de R$ 692,08. Além dos reajustes, os agentes reivindicam melhorias nas condições de trabalho, estrutura, além de gratificação por desempenho.

Movimentos da Luta:

O SINDACS foi convocado para uma reunião dia 17/08 às terça feira, á 09:00 na SEMGE. Vamos ir para dar apoio a eles!

Terá manifestações na Câmara Municipal segunda feira ás 13:00 também no dia 17/08.

Uma nova assembleia será realizada dia 18 de agosto (terça-feira), às 9h, na Praça Municipal, em frente a Câmara.

Participe! Ninguém conquista sozinho!
Direção do Sindacs (Com adaptações)
Compartilhe: