Compartilhe nas redes sociais

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Vereadores aprovam reajuste para Agentes de Saúde de Salvador para R$ 746,00. Vereadores, AACES, ADEMACEN e SINDSEPS saem vaiados da câmara, veja vídeo. SINDACS diz que a greve continua!

A Câmara Municipal de Salvador aprovou na tarde desta terça-feira (18) o projeto de lei relacionado ao reajuste salarial do servidores municipais de Salvador, que prevê aumento de 6,5% nas remunerações.
A sessão contou com a participação de representantes de diversas categorias, que se aglomeraram nas galerias da casa e fizeram protesto durante a votação. Os representantes dos trabalhadores usaram apitos e cartazes durante o ato.
O projeto de lei prevê também reajuste de 6,5% no auxílio-alimentação. A proposta de reajuste, com previsão de ser retroativa a maio, foi encaminhada à Câmara no dia 7 de agosto.

Algumas categorias terão reajuste acima de 6,5%. Esse é o caso dos agentes comunitários de saúde e os de combate às endemias, que devem ter salários acrescidos de R$ 692,08 para R$ 788, um aumento de 13,86%. O reajuste para os agentes de endeminas, no entanto, ficou abaixo do que era reivindicado pela categoria, que queria a equiparação dos salários ao piso nacional - de R$ 1.014.
Na educação, o valor proposto é de 8,14% diante de pagamento escalonado, sendo 6,5% retroativo a maio e o complemento a partir de dezembro. Os fazendários, além dos 6,5% dos demais servidores, terão reposição de 5,91%, também escalonado, sendo 3% para dezembro e 2,91%, a partir de maio de 2016.

Discussão

Líder da situação na Câmara, o vereador Joceval Rodrigues (PPS), classificou a aprovação da proposta como uma “conquista” para os servidores. “Foi uma conquista. Depois de mais de 150 horas de negociações, os servidores conseguiram ter o seu aumento salarial. Foi feito hoje um grande gesto a esses trabalhadores”, destacou, em contato com o G1.

Um impasse envolvendo a proposta salarial dos agentes de endemias do município impediu que o projeto fosse à votação na última quarta-feira (12). Os agentes reivindicavam salário base equiparado ao piso nacional da categoria, que é de R$ 1.014. A categoria está em greve há 61 dias.
O vereador Suica (PT), líder da oposição, disse que faltou “esforço”por parte da administração municipal para que os agentes de endemias não fossem "prejudicados".

“A administração deveria ter feito mais esforço para que os agentes de saúde e endemias não fossem prejudicados. Apresentamos emenda à Comissão de Justiça para que a gente pudesse desmembrar esse acordo para votar o reajuste desses servidores de forma separada, mas faltou mais compreensão. No entanto, nada está perdido. Isso serve de aprendizado para que a categoria se organize para outras batalhas”, destacou.

O coordenador do Sindicato dos Agentes de Comunitários e Endemias disse que a categoria não ficou satisfeita com o aumento aprovado na Câmara. Segundo ele, o reajuste não equipara o salário da categoria ao piso nacional que está em R$ 1.014,00.

Diretores de entidades e vereadores da base do prefeito, saem vaiados da Câmara:

Ao fim da votação, Agentes de Saúde revoltados com a situação, de não aceitarem o reajuste de R$ 746,00, na saída da Câmara os vereadores da Base aliada ao prefeito ACM Neto, e as entidades que assinaram tal acordo, AACES, SINDSEPS e ADEMACEN, foram recebidos com palavras de vendidos e vaias.
Veja o vídeo abaixo:

video

Após seção, SINDACS afirma que a greve continua e assembleia da categoria, dia 20/08 às 08:00 em frente a praça Castro Alves.

A direção do Sindacs se sente honrada, pois, nós batalhamos, nós mostramos determinação, empenho e garra. Saímos “daqui” de cabeça erguida, mostramos vontade de ganhar, e a luta não para!

Convocamos todos os ACS e ACE do município de Salvador para assembleia, na quinta-fera (20/08), às 8h, na Praça Castro Alves. Na ocasião, os novos encaminhamentos serão duscutidos.

Apesar da votação do projeto que reajusta o salário dos servidores, a nossa luta continua, pois nós temos a nossa ação judicial, que cobra o cumprimento da Lei Federal, além a liminar referente aos cortes indevidos dos dias paralisados.

Vale ressaltar, que o corpo jurídico estará  presente para esclarecimentos das ações  judicias e os próximos passos a serem tomados.

Logo, perdemos uma batalha para uns traidores da categoria, que não merecem respeito. Contamos com a participação de todos, pois a luta pelo piso continua.

ACS e ACE, vocês estão de parabéns! A nossa conquista vai chegar, apenas foi adiada   por pouco tempo.

Os traidores são colhidos na sua própria cobiça.
Provérbios 11:62
Compartilhe: