Compartilhe nas redes sociais

sexta-feira, 24 de abril de 2015

ACE se indgna com a precariadade do nosso trabalho, denuncia em rede social as mazelas da nossa profissão e a falta de compromisso da gestão.

Colega ACE indignado com as dificuldades em realizar suas tarefas de forma correta e eficiente para que a população não sofra, não aguenta mais e abre o jogo contra as atual falta de compromisso da gestão e dos sindicatos. Leia abaixo o seu desabafo:


"Agora vou dizer tudo o que eu estou sentindo: Esse trabalho de combate à dengue, antigamente era levado à sério. Agora está pior que um brega. O pior brega existente na face da terra. Pq que eu saiba, alguns bregas, não que eu participe, as prostitutas tem que fazer exame e etc. Esse trabalho de mutirão é um ó e eu quero que todas as pessoas saibam que muita gente pode morrer. 

Quem quiser que me processe! Vá tomar no orifício corrugado todo mundo que achar que eu estou errada. 

Leia mais: Mas afinal, porque Salvador aderiu ao trabalho de mutirão no PMCD, e qual o impacto na qualidade do trabalho?

Mas esse trabalho está uma palhaçada! Antigamente toda equipe tomava conta da área que trabalhava, mesmo que não morasse na área. Agora esse negócio de todo mundo trabalhar em lugar desconhecido, com pressa de fechar área, virou mangue.
 Isso parte, principalmente de todos os supervisores, que por direito, deveriam avaliar que o trabalho está sendo feito de maneira qualquer, sem responsabilidade. Muitos se calam, talvez por medo de perder o cargo. Que cargo? Se nem existe na lei?
 Nas reuniões, muitos ficam calados, não sei pq. Talvez com medo de carregar as sacolas novamente. Será que não estão vendo que cada dia que passa o índice de dengue está aumentando?
Até quando vamos trabalhar sem ânimo, pq a cada dia, fica tudo mais mangueado. Estamos trabalhando por vidas, mas as autoridades superiores devem estar achando que a dengue não é nada. Talvez pq ainda não atingiu ninguém da sua própria família. Pq quando alguém da família estiver de dengue ou chikungunya, que é a mesma doença que o mosquito transmite, alguém tome providência. Os bloqueios que mandam a gente fazer, ninguém sabe realmente o que aconteceu, onde é o quarteirão, que casa é, a gente que tem que procurar, ligar pro celular e etc. 
Já houve casos de meningite, que pensaram que era dengue e os supervisores quiseram que o agente fizesse, sem nem saber a real situação (Fiquei sabendo disso por outros agentes). 

Não estão nem aí se nós podemos pegar algumas doenças, tbm pq nem mesmo é feito os exames de rotina. Eu estou no combate às endemias há 14 anos e nunca vi esse trabalho de tal maneira. Antigamente, mesmo com as perseguições dos supervisores, com a Funasa, era mais eficiente. Agora está um descaso total.
 Estou revoltada, pq amo o meu trabalho, é dele que ganho o meu sustento para me manter e alimentar o meu filho, assim como muitos pais e mães. 
Alguém tem que tomar providência. Cadê os sindicatos? Pra que servem? Só para a gente pagar todo mês. Vamos tomar uma providência! Cadê o aumento? 
Nós estamos trabalhando pior que palhaços no circo. Pronto Falei"

Parabéns colega! Se uma grande parte da categoria tivesse um por cento da sua coragem, nossa situação não estaria tão deprimente como está hoje!
Compartilhe: