Últimas Notícias

Agente de Saúde é agredida fisicamente e ofendida de forma racista devido a vacina de febre amarela

A Agente Comunitária de Saúde, (que não será divulgado o nome para protegê-la de possíveis represálias), relatou que foi violentamente atacada com um soco, além de xingamentos, simplesmente porque uma cidadã não aceitou as explicações sobre a demanda da vacina contra a febre amarela.

Ela relata nas redes sociais o ocorrido com ela:

Segue o texto da postagem da Agente sobre o caso:

"No dia 17/01 uma louca estava arrasando uma colega de trabalho por que não aceitou explicações sobre a demanda da febre amarela e do nada enfiou o dedo na cara dela, entrei no meio p separar e levei um soco na testa, além de ser chamada de negra, macaca , favela, fui p delegacia onde esperei por 8h p ser atendida, e a louca pareceu 3 vezes lá me insultando e nada foi feito , falou que é mulher de bandido e vai mandar ele me procurar, mas no BO isso não consta pq segundo a pessoa que me atendeu isso não foi uma ameaça? Estou sem salário, levei na cara, estou com medo de voltar na clínica, pois não temos segurança, e nem apoio, a colega que apanhou ontem pediu as contas, estamos ficando doente, surtando, eu que gostava tanto de cuidar das pessoas , agora tenho pavor, não tive apoio de cap, de gerência ninguém se importa com acs, só querem saber de bater meta dando febre amarela"
#osusmedeixoudoente
#souacsmereçorespeito

OBS: SOU DE CAMPO GRANDE RIO DE JANEIRO

Vale lembrar que no Rio de Janeiro, a coisa está tão ruim que muitos profissionais estão indo as ruas para tentar garantir o mínimo de condições para trabalhar e exigir o pagamento de alguns salários atrasados.

comentário(s) pelo facebook: