Compartilhe nas redes sociais

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Seminário de Assédio Moral realizado pelo SINDIPETRO/Ba.

Olá, colegas. O Sindipetro Bahia realiza seminário sobre assédio moral. Participamos desse seminário de suma importância porque infelizmente no serviço público esse mal está entranhado em suas veias.

O evento reuniu importantes pesquisadores e personalidades da área jurídica para debater estratégias no combate ao assédio moral dentro das empresas.

Cerca de 200 pessoas entre trabalhadores diretos e terceirizados da Petrobrás, estudantes de direito, psicologia, recursos humanos, assistência social e segurança do trabalho, participaram do seminário “Assédio Moral no Ambiente de Trabalho- Saúde e Aspectos Legais”, no sábado, 14, no auditório do Hotel Vila Velha, em Salvador.
André Aguiar, doutorando em ciências sociais (UFBA),
Dr. Clériston Bulhões, advogado trabalhista e assessor do Sindipetro
Dr. Margarida Barreto, pesquisadora da USP e médica do trabalho
Promovido pelo NUCAM- Núcleo de Combate ao Assédio Moral e Sexual- do Sindipetro Bahia, o seminário reuniu importantes pesquisadores e personalidades da área jurídica. O evento contou também com o apoio do Núcleo de Prática Jurídica da UNIJORGE. Uma plateia entusiasmada e atenta participou ativamente do seminário que teve uma duração de sete horas.

Muitos participantes aproveitaram a oportunidade para relatar casos de assédio moral que aconteceram na Petrobrás e em outras empresas. O coordenador geral do Sindipetro, Paulo César Martin, ressaltou a importância de informar os trabalhadores e sindicalistas para que segundo ele, “juntos possam definir estratégias e combater o assédio moral dentro das empresas.” Para Deyvid Bacelar, diretor de SMS do Sindipetro, “ o seminário foi também uma grande oportunidade para a formação dos trabalhadores”.
Mayanne Souza (AACC),
Ridan Coy (FETRAMEB),
Ivando Antunes (FETRAMEB)
A dra Margarida Barreto, pesquisadora da USP e médica do trabalho, em sua palestra, chamou a atenção para o fato de que “sempre por trás do assédio há uma cultura organizacional”. Para ela o assédio moral é uma forma de terrorismo, que desencadeia vários tipos de doenças. A pesquisadora criticou o que chamou de “capitalismo do desastre”, citando a crise no emprego, que afeta principalmente mulheres e jovens. E alertou que todos precisam ter consciência de que “quando um trabalhador é humilhado, todos estão sendo humilhados.”
A procuradora do Ministério Público do Trabalho, Rosangela Dias Lacerda, conceituou o assédio moral como uma realidade nefasta. Para ela a desconstrução deste tipo de assédio tem que passar por um caminho coletivo. A procuradora chamou a atenção para a necessidade de o trabalhador assediado coletar provas se pretende entrar com uma ação na justiça. E afirmou ainda que o “assédio moral é sempre um ato ilícito e anticonstitucional.”

O palestrante André Aguiar, doutorando em ciências sociais (UFBA) e mestre em Administração Estratégica (UNIFACS), que em seu mestrado estudou casos de empregados em litígio judicial trabalhista, ressaltou algumas ações trabalhistas, envolvendo inclusive a Petrobrás. Ele informou que constatou que a partir de 2006 houve um significativo aumento de ações de assédio na justiça. Para ele isto se deve “à divulgação do tema pelos sindicatos e a pesquisadores, em especial à dra Margarida Barreto.”

Dr. Clériston Bulhões

Clériston Bulhões, advogado trabalhista e assessor do Sindipetro, também relatou diversos casos de assédio moral e como foram abordados na justiça. O advogado alertou para o fato de o empresariado estar sempre tentando banalizar a denúncia do trabalhador, intitulando-a de “indústria do dano moral.”

A mesa de abertura do seminário foi bastante representativa, abrilhantando ainda mais o evento. 

Participaram o Coordenador Geral do Sindipetro Bahia Paulo César Martin, o presidente da CUT Bahia Cedro Silva, o diretor de SMS do Sindipetro Bahia Deyvid Bacelar, o coordenador do Sindipetro NF e diretor da FUP José Maria Rangel, o diretor de saúde da CUT nacional Gilberto Salviano da Silva, a secretária de saúde da CTB estadual Jaíra Santiago e a representante do CESAT Dra Eliane Cardoso Sales.

Fonte: Sindipetro Bahia

Veja mais fotos:
Coordenador Geral do SINDIPETRO Bahia Paulo César Martin,
entregando o certificado de participação do Seminário.
Da esqu. pra dir. Reinaldo (Representante Sindical Setor Privado),
Ridan Coy Presidente AACC e Diretor da FETRAMEB,
Mayanne Souza diretora AACC,
Ivando Antunes diretor da FETRAMEB,
Climério Chaves (Mero) Diretor de Departamento de Informações do SINDIPETRO

Da esqu. pra dir. Aucimar do Sacramento (Representante Sindical Setor Privado),
Ridan Coy Presidente AACC e Diretor da FETRAMEB,
Mayanne Souza diretora AACC,
Ivando Antunes diretor da FETRAMEB,
Climério Chaves (Mero) Diretor de Departamento de Informações do SINDIPETRO

Ridan Coy Presidente da AACC,
Coordenador Geral do Sindipetro Bahia Paulo César Martin,
Ivando Antunes Diretor da FETRAMEB
Coordenador Geral do SINDIPETRO Bahia Paulo César Martin,
entregando o certificado de participação do Seminário.


Sucesso de Público e crítica.
"Há conhecimento de dois tipos: sabemos sobre um assunto, ou sabemos onde podemos buscar informação sobre ele."
Samuel Johnson



Nossa Hashtag:
#AgentesdeSaúde

Curta nossa pagina no Facebook:

Ivando Agente de Saúde

Participe, debata e dê sua opinião do Nosso Grupo no Facebook:

Agentes de Saúde Salvador

Participe, debata e dê sua opinião do maior Grupo sobre Agentes de Saúde no Facebook:

Agentes de Saúde do Brasil

Me add no Facebook:

Ivando Agente de Saúde

Sigam-me no Twitter:

IvandoAg.Saúde

Comentem abaixo no Facebook diretamente do nosso Blog:


Compartilhe: