Compartilhe nas redes sociais

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Esclarecimentos!

Olá colegas. Venho através desta para esclarecer a postagem que publiquei no dia 22/11 (sexta feira). Estou aqui em respeito a você colega que lê e dá credibilidade no que escrevo.
Publiquei no dia 22/11 (sexta feira) sobre o caso do agente que foi ameaçado de morte por traficantes.

 Irei postar o que disse o colega e diretor da AACES Ubiraci Moraes no Facebook:


Print da postagem


"Uma observação sobre a postagem: "Agentes de Saúde são hostilizados por traficantes em Salvador", postada pelo colega Ivando.

Como sempre, a matéria de Ivando é tendenciosa e visa inutilmente atacar a associação. Isso fica patente na maneira como ele cita a entidade. Digo inutilmente porque é sabido de todos a preocupação da AACES em defender melhores condições de trabalho para os agentes de saúde de Salvador. Infelizmente, o colega faz acusações sobre uma suposta negligência de um diretor da associação, mas não dá "nome aos bois", nem cita o nome da entidade. Por que se comporta assim? Será que o ocorrido foi da forma descrita pelo agente? Por que a matéria não é objetiva? Como podemos apurar a suposta denúncia se Ivando divaga e não dá dados concretos? Sinceramente, duvido dessa postagem, não da possibilidade do fato ter ocorrido, uma vez que a violência assola nossa cidade, mas da versão e interpretação desse colega sobre o ocorrido. Uma pessoa inteligente logo observa que o objetivo de Ivando não é narrar e descrever o suposto assédio sofrido pelos agentes por parte dos meliantes, porém se valer disso para atacar o supervisor-diretor e, consequentemente, a AACES. De qualquer forma, convido Ivando a formalizar a sua queixa, indo à nossa sede para podermos apurar o fato. Assim deve ser feito. A associação não coaduna com nenhuma prática que possa colocar em risco a integridade física do agente. Aqui, no Cabula/Beiru B, a orientação é suspender imediatamente o trabalho se o ACE perceber qualquer movimento que possa comprometer a segurança da sua vida. Desse modo, parece-me que a afirmação de Ivando de que isso é uma exceção não procede. Se procede, onde ocorre ? Qual é o supervisor que mantém essa prática já veementemente condenada pela AACES? Se o colega tem esses dados, nos apresente, na nossa sede, para que as providências cabíveis sejam adotadas. Acabo de fazer edição do texto postado porque me chegaram informações novas sobre o caso. Lamentavelmente, a forma de divulgação irresponsável feita por Ivando sobre o incidente envolvendo os colegas ACE trouxe mais prejuízos do que solução. Isso porque os traficantes já teriam tomado ciência dessa divulgação feita nas redes sociais e teriam dito que os agentes não poderão mais trabalhar na área. Assim, ao fazer uma abordagem política do fato, Ivando expõe os agentes ainda mais às ações dos traficantes, que, em retaliação, proíbem os colegas de exercerem suas atividades. É muita irresponsabilidade! Além disso, informo aos colegas que sofreram o assédio que providências já estão sendo tomadas, e a associação se solidariza com vocês.

Bira - Diretor de Comunicação e Propaganda da AACES."

Resposta:

Não citei nomes de entidades porque não cabe. A nossa categoria é a única no município que existem 3 associações: AACES, MFT, AASS e dois sindicatos SINDSEPS e SINDACS para nos representar. Não digo  nome do agente porque o mesmo pediu para que não revelasse.
Quantos jornais e noticiários publicam denúncias e não apresentam a fonte. Se for mentira, PROVEM. Para que vou citar o nome do agente que sofreu tal agressão? Isso é função do CCZ e não minha.

Mas agora o que houve foi um fato terrível que poderia se transformar em uma tragédia. E isso pode ocorrer com qualquer um que trabalha no campo. Por isso essa postagem era relevante sim e posto toda vez que ocorrer.

Não o conheço e nunca tive oportunidade de trabalhar com o mesmo, por isso não o julguei. Apenas publiquei o que me denunciaram. E indo por essa linha de raciocínio com certeza foi uma irresponsabilidade imensa por parte desse "supervisor".

Recebo inúmeras denúncias de agentes sofrendo arbitrariedades de suas chefias, mas não posto, só oriento para tentar resolver de forma harmoniosa ou no último caso procurar o MP (Ministério Público).

Vou pegar um trecho da resposta de Ubiraci Moraes diretor da AACES:

"Lamentavelmente, a forma de divulgação irresponsável feita por Ivando sobre o incidente envolvendo os colegas ACE trouxe mais prejuízos do que solução. Isso porque os traficantes já teriam tomado ciência dessa divulgação feita nas redes sociais e teriam dito que os agentes não poderão mais trabalhar na área. Assim, ao fazer uma abordagem política do fato, Ivando expõe os agentes ainda mais às ações dos traficantes, que, em retaliação, proíbem os colegas de exercerem suas atividades"

Só uma pergunta: O que somos?

Se eu não denunciasse o que iria ocorrer? Abafariam o caso e colocariam outra equipe para trabalhar na área como inocentes e como se nada tivesse acontecido? Até quando vamos ficar mascarando os perigos que rondam no nosso trabalho? Vamos esperar vítimas para tomar providências? Quem tem que garantir a segurança é o estado. É fácil dizer que prejudica o trabalho porque muitos estão em seu confortável ar-condicionado, muitos diretores das associações ocupam seus cargos de supervisão ou trabalham de "não-sei-o-que" no CCZ e não correm o perigo que corremos todos os dias.

O que houve de não trabalhar na área seria o que ocorreria se lamentavelmente um colega recebesse um tiro. Então que se evite o mal antes que aconteça.
Eu digo isso porque carrego minha sacola todos os dias, sei do peso que ela tem, e muitos que não sabem ou se esqueceram, ficam dizendo que prejudicam o trabalho. E no que prejudica o agente, alguém pensa?
O nosso trabalho é importante, mas e nós,  não?

ESTOU CANSADO DESSA HIPOCRISIA!

O agente que se dane no campo, pois tem mais 1.600 para ir para fogueira. Se faltar é só fazer concurso ou REDA, simples assim!

Se fosse um supervisor da Funasa, com certeza iriam querer a cabeça desse servidor na bandeja. Mas como é um diretor de uma associação....

Que fique a dúvida: se fosse um supervisor da Funasa o que iria ocorrer?
Afinal, perguntar não ofende...

"O descontentamento é o primeiro passo na evolução de um homem ou de uma nação."
Oscar Wilde

Nossa Hashtag:
#AgentesdeSaúde

Curta nossa pagina no Facebook:

Ivando Agente de Saúde

Participe, debata e dê sua opinião do Nosso Grupo no Facebook:

Agentes de Saúde Salvador

Participe, debata e dê sua opinião do maior Grupo sobre Agentes de Saúde no Facebook:

Agentes de Saúde do Brasil

Me add no Facebook:

Ivando Agente de Saúde

Sigam-me no Twitter:

IvandoAg.Saúde
Compartilhe: