Compartilhe nas redes sociais

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

O Brasil registra o primeiro caso suspeito de ebola!

O Brasil registrou o primeiro caso suspeito de ebola. É um homem da Guiné, na África, que veio como refugiado. Ele estava no Paraná e apresentou febre.

O caso foi informado ao Ministério da Saúde e o paciente foi levado de madrugada para o Rio, onde vai passar por exames em um hospital de referência. O caso ainda é uma suspeita.
O paciente chegou ao Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, na Fiocruz, às 07h40. Dentro do prédio será feito um esquema para ele ser transferido para dentro do quarto, onde será isolado. Ele veio transportado de ambulância, seguindo os protocolos de segurança e isolamento.
O paciente foi identificado como Souleymane Bah. Ele tem 47 anos e é africano da Guiné. Antes de chegar ao Brasil ele fez uma escala no Marrocos, depois seguiu para a Argentina, onde cruzou a fronteira para o Brasil, chegando até Cascavel, no Paraná, no dia 19 de setembro. O africano veio na situação de refugiado.

Em Cascavel, ele teve febre na quarta e na quinta. Na tarde de quinta foi internado em uma Unidade de Pronto Atendimento em Cascavel. Segundo o Ministério da Saúde, até a quinta à tarde ele estava febril, não apresentava hemorragia, vômitos ou qualquer outro sintoma, e desde então está em total isolamento. A UPA foi fechada e 51 pessoas, entre pacientes de funcionários da unidade, não puderam sair do hospital por medida de segurança.

O caso é tratado como suspeito, por estar no 21º dia, limite para o período de incubação do vírus ebola. De madrugada, o paciente foi do Paraná em um avião da FAB, que chegou ao Rio por volta das 6h30. O africano ficará internado no Instituto Evandro Chagas, na Fiocruz, hospital referência nacional para casos de ebola no Brasil. Amostras de sangue do paciente serão analisadas para confirmar se ele está ou não com o vírus ebola.

O Ministério da Saúde preparou uma série de medidas para enfrentar esse perigo do ebola, mas esse caso ainda é apenas uma suspeita.

O protocolo que será adotado em casos como esse é isolar o paciente e em seguida comunicar as autoridades de saúde. Em caso de suspeita, o paciente será levado para hospitais de referência e depois encaminhado para o Instituto Evandro Chagas, no Rio, ou o para o Emilio Ribas, em São Paulo.

Na quinta, o Ministério da Saúde já havia anunciado que as secretarias de saúde receberam caixas especiais para fazer o transporte de amostras de sangue de pacientes suspeitos.

O vírus ebola é transmitido através do contado com o sangue, tecidos ou fluidos de pessoas doentes ou pelo contato com superfícies ou objetos contaminados. Os sintomas demoram 21 dias para aparecer.

Esse homem que está com suspeita de ter contraído ebola e estar no Brasil passou pela Guiné, um dos três países que concentram o surto da doença na África.

O Ministério da Saúde vai dar outras informações sobre o primeiro caso suspeito de ebola no Brasil.
Fonte: G1 Notícias


"Um governo não terá sucesso enquanto se preocupar mais com a punição do que com a prevenção."

Lucas Petriconi


Nossa Hashtag:
#AgentesdeSaúde

Curta nossa pagina no Facebook:

Ivando Agente de Saúde

Participe, debata e dê sua opinião do Nosso Grupo no Facebook:

Agentes de Saúde Salvador

Participe, debata e dê sua opinião do maior Grupo sobre Agentes de Saúde no Facebook:

Agentes de Saúde do Brasil

Me add no Facebook:

Ivando Agente de Saúde

Sigam-me no Twitter:

IvandoAg.Saúde
Compartilhe: