Compartilhe nas redes sociais

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Nota de repúdio á declaração infeliz da SESAB sobre a crítica da atuação dos Agentes no combate a dengue.

No dia 05 de maio (terça feira), a SESAB concedeu uma entrevista ao jornal A Tarde, onde o mesmo apontou um aumento de 154% de incidência de Dengue no Estado da Bahia. Dentre os diversos pontos abordados, um foi de encontro direto a nossa atuação no combate a dengue. Leia abaixo:



"Um dos problemas para o controle é a falta de visitas dos agentes e a qualidade das que são feitas. Essas visitas são de competência de cada município. Tem agente que pergunta ao morador: 'Tem dengue aí?'. Não pode ser assim. Há uma técnica de visita definida para achar o criadouro do mosquito".

Leia mais: Dengue cresce 153% na Bahia. SESAB diz que parte da culpa é da falta de qualidade e visita dos agentes. Será mesmo?

Quem é a SESAB para julgar nosso trabalho? Por acaso ela sabe o que os agentes enfrentam todos os dias?

Se o problema é a falta de visita a SESAB e o Ministério da Saúde deveriam fiscalizar o que os municípios fazem com o recurso que repassam, porque tem municípios que não abrem concurso há mais de 10 anos (Salvador já faz 8 anos que não abre concurso). Porque não relatou sobre essa questão? Porque somente culpabilizar os agentes?

O programa dos Agentes Comunitários de Saúde e Programa Agentes de Combate às Endemias estão a míngua: faltam materiais (como mochilas e até larvicida), faltam EPI's (faltam luvas, protetor solar entre outros), faltam Pontos de Apoio dignos (porque quem tem que procurar um lugar para ficar são os próprios agentes), faltam Fardamentos (tem agente que não tem nem blusa para trabalhar, quanto mais botas e mochilas), isto é falta tudo, e ainda fazemos milagres trabalhando muitas vezes de maneiras sub humanas.

Se faltam qualidade na visita, a culpa não é somente do município, já que as Políticas de Educação Permanente da Saúde, diz que a qualificação também é responsabilidade do estado! Então cadê o estado agora para garantir esse direito?

É muito fácil julgar sem conhecer, nas suas salas com ar condicionado, e culpabilizar o elo mais fraco, que é o agente. O que eu quero ver é um diretor da SESAB com coragem de apontar os prefeitos que não fazem a sua parte em convocar mais agentes para que atenda a necessidade da população, que desviam a verba da saúde para outros fins em vez de investir na capacitação dos seus agentes e nas suas condições de trabalho.

Se o índice fosse de acordo com a nossa péssima condição de trabalho teríamos um aumento muito maior do que 154%.

A SESAB só quer números e resultados mas não faz a sua parte de monitorar as atuações do municípios e principalmente as condições dos Agentes, por isso essa nota de repúdio!

Se não conhecem, então não julguem!

"Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que o seu caminho é o único. Nunca podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia."
Paulo Coelho
Compartilhe: