Compartilhe nas redes sociais

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Audiência Pública com MP, MS, SESAB, CMS e CES discutem Dengue, Zika, Chikungunya e a situação do Agente de Saúde em Salvador.

O MOPS – Movimento Popular em Saúde - foi um dos que lutaram pela criação do SUS e pela existência do cargo de Agente Comunitário de Saúde. Os Agentes de Saúde de Salvador devem ainda recordar esta parte da história brasileira inclusive por que estudaram recentemente no curso de Educação Popular em Saúde. O MOPS – BA está realizado mais um evento na quinta feira, dia 18 de Fevereiro de 2016 – Rua do Tesouro, 221 / Prédio do Ministério da Saúde – 8º andar (auditório), Centro, Salvador.

Os Agentes de Saúde de Salvador e toda a sociedade civil estão convidados a participar. É uma oportunidade de tratarmos com o Ministério Público e outros órgãos e entidades sobre alguns dos muitos problemas que existem na cidade de Salvador, como:

- Assédio moral que os Agentes de Saúde ainda muito sofrem. O último concurso para o cargo de Agente de Combate às Endemias em Salvador foi em 2008. Já teve desligamento de muitos Agentes, inclusive alguns por mortes, diminuindo assim o quadro de servidores. A falta de mais Agentes de Combate às Endemias na cidade de Salvador é um dos motivos para que aumente a pressão por produção diária de imóveis visitados, e este é um dos motivos para que surja mais perseguição e assédio moral dos ditos “Chefes” (Agentes não oficializados. Cargos assumidos de boca); 

- Salário-base abaixo do mínimo que o Agente de Saúde ainda recebe em Salvador - A Microcefalia preocupa e muito a todos, mas, quase ninguém fala sobre a necessidade de realmente valorizar o trabalho do Agente de Combate às Endemias e o Agente Comunitário de Saúde.

As inscrições do evento do MOPS-BA são gratuitas e com direito a Certificado 

SEMINÁRIO “MELHOR PREVENIR QUE REMEDIAR”

Nos últimos meses a discussão acerca das epidemias tem tomado as páginas dos jornais e a mídia como um todo em nosso pais. A Microcefalia tem se destacado a ponto do Ministério da Saúde, no ano passado (mês de dezembro), ter divulgado que já se tratava de uma epidemia. Como se não bastasse a situação, já se espalha por todo o mundo e, a preocupação é tanta, que hoje já se recomenda que as mulheres evitem ficar gestantes neste período, e que façam uso permanente de repelente.
 Mais as dúvidas pairam sobre os cientistas, especialistas da área e gestores.  A população vem à distância acompanhando toda essa discussão: querendo entender e esclarecer a real situação que se encontram os índices estáticos em nosso estado, e os verdadeiros riscos que corremos. Diante das dúvidas e confusões de informações é que decidimos realizar o Seminário “PREVENIR É MELHOR QUE REMEDIAR”. O MOPS, com outros movimentos, Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Endemias, outros profissionais de Saúde e lideranças estarão participando do evento, pois, é hora de alertamos às autoridades da Saúde, e,  juntos - Gestão e  comunidades – darmos as mãos para derrubarmos o mosquito que atualmente é o mais temido pela sociedade.

Realização: Movimento Popular de Saúde – MOPS
Apoio: Ministério da Saúde – Núcleo Bahia & Movimento Nacional de Educação e Saúde no Trânsito - MONESTRAN

PROGRAMAÇÃO

8h30min – Abertura

Secretarias de Saúde do Estado da Bahia, Município de Salvador, Conselhos Estadual e Municipal de Saúde, Ministério Público, Ministério da Saúde e Movimento social

9h10m - Mesa

- Dra. Professora Ceuci Xavier Nunes: Infectologista, Professora da Faculdade Baiana de Medicina e Diretora do Hospital Estadual  Couto Maia;

- Dra. Professora Gerluci Alves Pontes: Médica do Ministério da Saúde, Doutora em Saúde Pública Pelo Instituto de Saúde Coletiva / UFBA, Representante do Núcleo do  MS na Sala Estadual de Coordenação e Controle para o enfrentamento à Microcefalia;

- Professor Dr. Jorge Guedes: Pesquisador da Regeneração das Células-Tronco e da Terapia Bio Celular In Vivo. Co-Autor de 07 obras literárias. Doutor Honoris Causa em Psicanálise e Psicoterapia (Universidade Erich Fromm) Miami-USA;

- Município de Salvador: Coordenação da aérea de Infectologia da Secretaria Municipal da Saúde de Salvador.

10h30m - Debate com a plenária

11h15m – Mesa

- MOPS/CES/CMS/ MP / Agentes de Endemias e Agentes Comunitários

13h - Encerramento (Confraternização - Coffee Break ou almoço)
Compartilhe: