Compartilhe nas redes sociais

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Apesar de vencer a eleição para prefeito, Agente Comunitário continua exercendo sua profissão normalmente


Olá colegas, esta é uma história de vida que me emociona muito. Isso mostra que ter dinheiro no bolso, sem nenhuma dificuldade para gastar na campanha, é importante para ganhar uma eleição? 
Nem sempre. É o que mostra a vitória do Agente Comunitário de Saúde (ACS) Egnaldo Piton Moura (PT), mais conhecido como Guito, eleito prefeito de Dom Macedo Costa, município de quase 4 mil habitantes, a 100 km de Salvador, no Recôncavo baiano. Clique e leia mais:

De origem humilde, Guito, com 38 anos, em cima de uma moto velha e nada a perder, disputou o cargo com o milionário José dos Santos Fróes (PSD), de 62 anos, atual prefeito, que tinha a seu favor o poder econômico e a máquina da prefeitura e pretendia emplacar os 4 mandatos como prefeito da cidade. Porém, a bordo da motinha velha, Guito conseguiu conquistar a preferência de 56% do eleitorado.


“Eu sempre dizia que não tinha condições de sair candidato, mas o apelo popular foi grande. Foi o tostão contra o milhão”, revelou. Não deu outra. Caiu nas graças do povo a história do agente comunitário de saúde contra o milionário. Venceu a disputa do tostão contra o milhão. Teve 1.884 votos contra 1.430 do empresário, fazendeiro e dono de imóveis, fazendas e hotéis.

O patrimônio declarado de José Fróes amealhado entre fazendas, casas, terrenos, hotéis, lojas é de mais de R$ 13,6 milhões. O de Guito, R$ 26 mil. Filho de agricultores, o prefeito eleito conta que a sua história ganhou a região e, agora, amigos e prefeitos eleitos de cidades vizinhas estão contando a sua história por onde passam. Na juventude, Guito se envolveu nos movimentos sociais e militou na política.

Aos 19 anos foi presidente da Associação Rural da comunidade onde mora. Também já atuou como representante do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável e foi diretor do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais.  Como liderança regional, foi Diretor do Sindicato dos Agentes de Saúde do Recôncavo, sendo um dos defensores, em Brasília, do direito de insalubridade para a categoria.

Fundador do Partido dos Trabalhadores em Dom Macedo Costa, com um plano de governo participativo e construído em parceria com a comunidade, o prefeito eleito tem o desafio de resolver as carências do município, como a falta de políticas para a juventude, uma economia sustentável, segurança pública e a geração de emprego.

Fortalecer a agricultura familiar, gerar emprego e renda, criar a Central de Marcação de Consultas e o Disque Saúde, revitalizar as festas populares e a feira livre são suas principais metas. “Quero fazer um governo participativo, respeitando as pessoas através do Plano de Governo Participativo (PGP) uma ideia inovadora que conta com a participação da comunidade e que vem sendo aprovado por todos, pois damos oportunidade a cada localidade de se pronunciar”, garantiu.

Em 2001 participou do concurso público para Agente Comunitário de Saúde. Em 2008, com R$ 400 e uma bicicleta, Guito se candidatou a vereador. Foi eleito o 5º mais votado. Neste ano, virou candidato a prefeito com o apoio do presidente da Câmara, Edmundo Xavier, conhecido por Sinhozinho, de 60 anos, que é seu vice-prefeito. Sinhozinho é o político mais antigo de Dom Macedo Costa.
Fonte: InfoSaj
Compartilhe: