Compartilhe nas redes sociais

quinta-feira, 18 de maio de 2017

SMS se reúne com entidades sindicais sobre mudanças no PCCV da Saúde.

Olá colegas! Ontem (17/05) houve uma reunião com a Secretaria Municipal de Saúde de Salvador - SMS, com as entidades Sindicais: SINDACS e SINDSEPS, para tratar sobre o assunto do Plano de Cargos e Salários dos Profissionais da Saúde de Salvador.
A reunião ocorreu ontem (17/05) às 14:00 na própria SMS, com a coordenadora, Sra. Socorro.

Segundo os sindicatos, a proposta da gestão é retirar os Agentes de Saúde do PCCV atual e criar um específico para a categoria. E estão elaborando um PCCV para apresentar as entidades em uma próxima reunião na SEMGE, ainda sem data prevista.

Segundo Socorro a ideia é iniciar o plano com R$ 1.014,00 reais de vencimento base, mas solicitamos que fosse feito um esboço para que as entidades possam analisar.
Mas essa discussão não aplica para a campanha salarial, que  continuaremos debatendo as propostas junto à SEMGE.

Outra coisa, dia 23/05/17 às 09:00 horas teremos uma outra reunião com Socorro, para tratarmos dos outros temas.

Minha opinião!

Com a atual conjuntura, é muito estranho o município querer nos retirar do PCCV da saúde. Temos que ficar de olhos bem abertos porque de acordo com o andar da carruagem, acredito que o não reajuste de salário será o menor dos nossos problemas.

Na verdade, achamos que a conversa seria sobre o avanço de nível da categoria, já que desde maio do ano passado não houve o nosso avanço de nível de 5,5%, que não foi o caso.

Pra quê o município quer nos retirar nesse momento do PCCV da Saúde? 

Ainda não vi o projeto, mas minha intuição diz que eles querem nos tirar do PCCV, para ter a possibilidade de nos tirar gratificações ou dar outras gratificações a outros profissionais da saúde. Já que fica um pouco impossibilitado, porque para retirar gratificações ou adicionar, tem que ser para todos ou nenhum.

Claro que na dividida, somos o elo mais fraco da relação, porém somos mais aguerridos e vamos para cima, o que nos mantém de "pé de igualdade" com outras categorias.

Respondendo esclarecimentos: 

Nos grupos do WhatsApp, foi indagado a não participação da comissão que buscou a união dos Sindicatos, mesmo votado e aprovado em assembleia. 
Infelizmente, apesar da reunião marcada há um tempo, nos avisaram em cima da hora. Mas , mesmo assim, conseguimos ir até a SMS, porém fomos barrados de entrar na reunião, porém só saímos de lá depois que a reunião terminou para saber o que houve e indagar o motivo de não divulgar a reunião, já que ficou combinado que seria dessa forma.

Esperamos que esse ruído na comunicação não ocorra novamente!
Compartilhe: