Compartilhe nas redes sociais

quinta-feira, 27 de março de 2014

Primeira morte confirmada por Dengue Hemorrágica em Salvador. Agentes comentam sobre o caso.

A jovem Bruna Muniz, de 24 anos, morreu nesta quarta-feira, 26, no Hospital Couto Maia. Essa é a primeira de morte por dengue hemorrágica este ano em Salvador. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), uma outra pessoa morreu vítima de dengue no interior da Bahia
Bruna foi internada inicialmente no Hospital do Subúrbio, na segunda-feira, 24 , mas depois foi transferida para o Couto Maia, que é especializado no tratamento desse tipo de doença.
Nas redes sociais, amigos e familiares lamentam a morte da jovem.
O irmão dela, Bruno Muniz, postou uma mensagem emocionado. "Nem toda dor que já sentir na vida não chegará nem perto do que estou sentindo agora. Mas sei que pode demorar, mas vai passar e também sei que como sempre eu e minha Bruninha ficaremos sempre juntos. Fica com Deus, maninha, e que ele te encaminhe para o caminho certo!".

A jovem morava no bairro da Pituba e, de acordo com a Secretaria de Saúde do Município (SMS), agentes de combates à endemias realizaram ações preventivas e de bloqueio nas imediações da casa de Bruna. Foram tratados possíveis depósitos do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença, e eliminados os focos encontrados. O carro fumacê também circulou na região.
Este ano foram confirmados 392 casos de dengue em Salvador, sendo que três da forma grave. No ano passado, três pessoas morreram com a doença.

Conversei com vários colegas, que trabalham nessa área e foram unânimes em suas falas:

"INFELIZMENTE NÃO SOMOS BEM RECEBIDOS NA MAIORIA DOS IMÓVEIS DOS BAIRROS NOBRES DE SALVADOR, E NÃO ABREM SUAS PORTAS PARA A VISITA DO AGENTE DE SAÚDE, E NA SUA MAIORIA, SUAS CASAS ESTÃO CHEIAS DE FOCOS, PORQUE NÃO FAZEM A SUA PARTE"

E o preço é alto, mais uma vida que poderia ser evitada somente com a consciência do morador em olhar com cuidado onde pode haver dengue e dar valor ao trabalho do AGENTE DE COMBATE ÀS ENDEMIAS, nas suas residências.

Os governos tem que fazer um papel de consientização para que os moradores recebam bem o Agente de Saúde, porque senão esses casos irão continuar se repetindo!!!

"Ignorar a própria ignorância é a doença do ignorante"
Amos Bronson Alcott


Compartilhe: