Compartilhe nas redes sociais

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Com o grito "O piso é nosso e não é dele", Audiência Pública se torna um sucesso. Veja as fotos e as deliberações tomadas.

Na manhã de, quinta-feira (09), às 9h, a Câmara  Municipal realizou uma audiência pública, no plenário do Centro Cultural da Câmara, para discutir a atual situação dos agentes de saúde de Salvador.
Na ocasião, foram abordados diversos temas, entre eles: o cumprimento da Lei Federal 12.994/2014, melhores condições de trabalho e valorização dos profissionais que integram as categorias dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias do município.

Veja o vídeo do grito de Guerra do ACS e ACE pelo Piso Salarial:




Cerca de aproximadamente 500 ACS e ACE compareram ao plenário do Centro Cultural da Câmara, como prova que a categoria está unida e forte na briga contra a prefeitura em prol do pis, valorização e condições de trabalho.
A mesa da audiência foi integrada pela vereadora Aladilce (PCdoB), os vereadores Gilmar Santiago (PT), Hilton Coelho (PSOL), Arnando Lessa (PT), o presidente do Conselho Municipal de Saúde Marcos Antonio, Ivando Antunes (Fetrameb); o coordenador Geral do Sindacs, Robson Goés, coordenador de Comunicação do Sindacs, Lazaro Figueiredo, Everaldo Braga e Edna (Frente da Transparência).

Veja o vídeo do esclarecimento sobre o Recurso do ACS e ACE pelo Ministério da Saúde:



Encaminhamentos

Alguns encaminhamentos aconteceram na oportunidade: a proposta na qual a representação do Sindseps convocará todos que estão fora da greve para aderirem e fortalecerem a luta por melhores condições de trabalho e para o piso nacional. 

Além disso, manutenção dos ACS nas micro-áreas de trabalho, concurso público para ACS e ACE almejando a cobertura nas áreas atualmente descobertas. E ainda, a cobrança pela valorização dos servidores.

Os vereadores se comprometeram averiguar de onde veio o pedido de corte de ponto (cód. 31) na frequencia, já que existe uma legislação em vigor onde o código deveria ser 41. Ficou esclarecido, que pactuaram com tal atitude arbitrária, responderão pelos seus atos.

Vejam as fotos da audiência:



















Compartilhe: