Compartilhe nas redes sociais

terça-feira, 14 de março de 2017

Quais são os impactos da Reforma da Previdência na vida dos ACS e ACE?


Olá colegas! Em meio as diversas lutas que nossa categoria enfrenta, tem uma maior que todos terão que lutar, que é na Reforma da Previdência! Mas quais os impactos dessa aprovação nas nossas vidas. Nosso blog novamente pioneiro vem esclarecer para vocês!

1) Você dificilmente se aposentará:

Para se aposentar o trabalhador terá de contribuir no mínimo 49 anos e ter no mínimo 65 anos de idade. Veja quando irá se aposentar se a reforma passar do jeito que está:


Lembrando que esse gráfico só serve se o trabalhador nunca for demitido. Porque cada dia, mês ou ano parado, será acrescido. 

Exemplo: 

Se a pessoa começou a trabalhar com 20 anos, mas ela ficou três anos desempregada, ela só se aposentará com 70 anos.

2 - Adeus a aposentadoria especial:

Depois de lutarmos tanto, não existirá mais aposentadoria especial para os trabalhadores que trabalham em ambientes insalubres. 

Já é comprovado que ambiente insalubre no trabalho, diminui a expectativa de vida do trabalhador, por essa razão grande parte dos colegas sequer chegarão próximos de se aposentar, pois morrerão antes. 

Nem sequer sentimos o cheiro desse direito, que já será retirado...

3 - Aposentadoria por invalidez será desvinculada do salário mínimo:

Os agentes que ficarão doentes por conta do trabalho, poderia ter uma escolha: se aposentar por invalidez. Mas a reforma também a ataca: A APOSENTADORIA POR INVALIDEZ SERÁ DESVINCULADA DO SALÁRIO MÍNIMO.

Isso quer dizer que o reajuste que se dê ao salário mínimo, não será obrigatoriamente dado aos aposentados pro invalidez. 

Exemplo:

Um agente se aposenta com o valor de R$ 1.014,00. Mas sabe-se que depois de aposentado as regras do Piso Salarial não se aplica a quem se aposentou.

Então o salário mínimo tem reajuste de 8%. De acordo com as regras atuais, o reajuste deve ser na mesma proporção, mas com as novas regras, o governo poderá facultar outros níveis de reajuste bem menor do que a inflação.

4 - Fim dos regimes próprios de Previdência e aumento da contribuição:

Os municípios não terão mais regras próprias de aposentadoria, de acordo com sua realidade. E o atual 11% pago pelos servidores estatutários e 8% pago pelos celetistas, vão para 14%.

5 - Seremos uma categoria de idosos e doentes:

Por causa do contato com produtos químicos e pessoas doentes, nos tornaremos uma categoria idosa e doente.
Atualmente o que mais acomete a categoria são, problemas no joelho, coluna e infecção por agentes químicos ou biológicos. Agora imagine uma ACS ou um ACE com 74 anos de idade, carregando sacola e ouvindo barbaridades de moradores e cobranças por produtividade na chefia.

O não alcance da meta irá remeter cobranças mais injustas por causa da idade e consequentemente o assédio moral e a depressão, o que já existe muito na categoria hoje, principalmente aqueles que não podem exercer plenamente a função seja por idade ou seja por alguma doença que limita.

Na image abaixo, com a reforma da previdência, adivinha qual das duas será a ACS ou ACE?



São essas as razões que a categoria deve se posicionar TOTALMENTE CONTRA a reforma da previdência! Por isso vá a manifestação no dia 15/03. Para saber mais, CLIQUE AQUI!
Compartilhe: